Aeróbio e Jejum

Por Fernanda S. Teles

Imagem

Bom dia a todos!

AVISO: Não realizem esse tipo de atividade sem a permissão e prescrição de um profissional no qual tenha competência para tal. Esse tipo de atividade é usada para praticantes de níveis avançados e específicos em um programa de treinamento.

Reforçando o post da semana passada sobre emagrecimento, trago um questionamento: fazer aeróbio em jejum pode ser uma boa estratégia para perda de gordura?

Está a cada dia mais comum escutar pessoas que optam por esse tipo de treinamento. Simplesmente acordam e vão fazer suas caminhadas e/ou corridas sem a ingestão de qualquer fonte de alimento.

Como tudo na vida, tem seus prós e contras. Sabe-se que o cérebro, órgão importantíssimo para o funcionamento do corpo, “alimenta-se“ de glicose sanguínea. Se eu me exercito em jejum, minha glicose sanguínea, que já está baixa, esgota-se e ainda “obriga” o meu metabolismo a mobilizar minhas reservas de glicose no fígado. Isso pode afetar de forma maléfica o metabolismo cerebral.

Além disso, após exaurir a glicose a níveis baixíssimos, o corpo começa a mobilizar as proteínas para síntese de glicose, ou seja, perca de massa magra!!! E, finalmente, após essa mobilização proteica, o corpo aciona as gorduras (viram que elas são o último recurso né?) para serem queimadas e gerarem energia…

Uma forma de minimizar essa mobilização proteica e evitar, mesmo que o mínimo, a perda de massa magra é incluir, durante a anaerobiose em jejum, uma suplementação a qual irá variar de acordo com seu objetivo, duração e demanda energética. Um exemplo é a ingestão de glutamina e BCAA’s além de MUITA água.

Estudos tem mostrado que a atividade em jejum, de baixa intensidade (caminhadas, por exemplo) realmente provocam uma alta mobilização da gordura tanto durante quanto algum tempo pós exercício. No entanto, os níveis de cortisol (hormônio altamente catabólico) permanece elevadíssimo quando não há ingestão de carboidratos. Isso acentua a perda de massa muscular.

Portanto minha gente, a prescrição desse tipo de estratégia deve ser colocada na balança, analisando como posso obter os melhores resultados e como minha dieta deverá ser distribuída para que não haja perda significativa de massa muscular, que nesse caso, influencia “mais que diretamente” na oxidação da gordura.

Boa semana e até o próximo post! Beijos!

Imagem

Imagem

Anúncios

3 pensamentos sobre “Aeróbio e Jejum

  1. Ameeei! Já tentei fazer caminhada em jejum, mas vou ser verdadeira, é mtooo ruim! Minha pressão fica baixa e dá mtaa vontade de que passe logo aquela meia hora, a gt nem curte o exercício. Fora que quando vc se acostuma a tomar café da manhã direito, dez minutos depois que acorda a barriga já tá conversando! É muuito melhor comer antes e suar a camisa depois num treino hitt, além de ser mais rápido, tb não perde mta massa magra!! Bjooos Luli, to amando esse blog!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s